Répteis


cobra_1.jpg

Cobra jararacuçu

Bothrops jararacussu

Nome comum: Cobra jararacuçu.

Esta cobra é uma víbora venenosa da família dos viperídeos. De até 2 m de comprimento e coloração dorsal variável entre cinza, rosa, amarelo, marrom ou preto, com manchas triangulares marrom-escuras. É encontrada na Bolívia, Brasil (Bahia e Mato Grosso até o Rio Grande do Sul), Paraguai e Argentina.

Classificação:

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Reptilia

Ordem: Squamata

Subordem: Serpentes

Família: Viperidae

Gênero: Bothrops

Espécie: B. jararacussu





DSC05195.jpg

COBRA-VERDE 

Philodryas aestiva 


Família: Dipsadidae ( que tem 241 espécies) 


CARACTERÍSTICAS 

É uma serpente muito veloz, tanto no solo como sobre a ramagem. A cobra verde tem dentes aumentados no fundo da boca, que utiliza para o envenenamento de suas presas, depois que as morde. É uma cobra de tamanho médio, com cerca de 70 centímetros de comprimento, mas pode atingir até cerca de um metro. 


ECOLOGIA 

É ovípara e geralmente deposita os ovos, entre 8 e 14, dentro de ninhos da formiga cortadeira, no meio do bolor. Tem hábito diurno. Sua alimentação consiste de anfíbios, largatixas e aves. 


DSC03407.jpg
DSC01059.jpg

Xenodon_merremii.jpg
DSC02612.jpg

Boipeva

Xenodon merremii

Phylodrias patogoniensis

Ela é semi-peçonhenta, com dentição opistóglifa, o que dificulta ela injetar a peçonha. Não é agressiva, mas é bom não manusear esse bicho que pode causar acidentes desconfortáveis.



DSC01151.jpg
DSC01212.jpg

Jararaca

Bothrops jararaca


Cotiara

Bothrops fonsecai

Endêmica de áreas altas, ocorre apenas em Campos do Jordão e um topo de morro no Rio de Janeiro.



20150804_132731.jpg
025.jpg

DSC00154.jpg
DSC05012.jpg